Associação Brasileira de Psicologia nas Emergências e Desastres - ABRAPEDE

Nenhum comentário 18/03/2013 às 20h08 - Atualizado em 18/03/2013 às 20h08

Chuva forte deixa novamente desabrigados na Costa Sul

Compartilhe:

São Sebastião, domingo, 17 de março de 2013

Ricardo Faustino e Cristiane Castro|PMSS
Fortes chuvas atingem novamente a costa sul da cidade

A forte chuva que começou a cair na madrugada deste domingo, 17, afetou novamente inúmeras famílias que residem em bairros da Costa Sul de São Sebastião.

Cerca de 400 pessoas foram atingidas com os alagamentos e algumas delas ficaram desabrigadas. Quem não tinha para onde ir foi levado para o ginásio de esportes de Boiçucanga, onde a Assistência Social realizará uma triagem com todos.

Em Boiçucanga, de acordo com a Defesa Civil, o índice pluviométrico registrado até às 13h foi de 79 milímetros e causou, inclusive, a derrubada de casas. Uma delas ficava bem no início da Estrada Beira Rio.

A chuva provocou, ainda, alagamento de diversas ruas e avenidas principais, como a Rio-Santos e a Estrada do Cascalho, e paralisou o trânsito.

Na serra entre Maresias e Boiçucanga caíram, pelo menos, sete barreiras. Agentes da Ditraf (Divisão de Tráfego) fizeram a segurança ao longo da rodovia, que ficou interditada enquanto máquinas e caminhões da Regional Boiçucanga faziam a remoção do material.

No bairro de Cambury, o índice pluviométrico registrado também foi o mesmo e atingiu locais como as Zeis (Zona de Especial Interesse Social) Areião, Vila Barreira e Lobo Guará.

O fenômeno meteorológico também causou enchente na Baleia Verde, na praia da Baleia, e na entrada de Abras do Una, em Barra do Una, onde os moradores que possuem carro foram obrigados a estacionar no acostamento da Rio-Santos.

Em Maresias e Juquehy choveu até o início da tarde 49 e 54 milímetros, respectivamente. Em ambos os locais ocorreram alagamentos.

Em Maresias diversas ruas, casas, estabelecimentos comerciais, entre pousadas, lanchonetes e padarias foram inundadas pela grande quantidade de água, causando muitos estragos e prejuízos materiais.

As ruas mais afetadas foram Nova Iguaçu, Sebastião Romão Cézar, Olímpio Romão César, Beco 70, Paquetá e Cesp, entre outras..

As ruas Paquetá, Silvina Auta Salles, Elis Regina, Aldo Pedro da Silva foram totalmente alagadas devido ao nível do rio que subiu e transbordou rapidamente.

Muito lixo e sujeira foram levados pela enxurrada, entupindo bueiros e agravando ainda mais a situação. A equipe da Defesa Civil, realizou a remoção de pelo menos cinco famílias, que residem no Beco 70, e que se encontravam em situação de risco.

Segundo a Defesa Civil, houve três deslizamento de terra no Morro do Esquimó, em Juquehy. Contudo, ninguém se feriu e nenhuma casa foi atingida. O lugar, onde residem dezenas de famílias, é constantemente monitorado por se tratar de área de risco.

O prefeito Ernane Primazzi, (PSC), lamentou a situação dos munícipes que foram prejudicados e estuda decretar estado de calamidade pública. “Nos solidarizamos com todos aqueles que mais uma vez estão sofrendo com a chuva. A Prefeitura não medirá esforços para auxiliar as famílias e buscará recursos junto ao governo estadual para tentar acabar com esses problemas”, declarou.

Durante todo o dia, agentes da Prefeitura atuaram nos bairros. O Corpo de Bombeiros também se fez presente, além de inúmeros voluntários, os quais ajudaram a tirar as famílias das casas atingidas com pranchas, botes e barcos.

O secretário de governo, Wagner Teixeira, na companhia do secretário das Administrações Regionais, Pérsio Mendes, esteve nos locais afetados para auxiliar os trabalhos e conversar com os prejudicados. “A situação está um caos. É muito triste ver o sofrimento das pessoas toda vez que chove forte porque elas perdem seus bens e são obrigadas a sair de suas moradias”, comentou. Ele agradeceu o apoio e a colaboração dos voluntários, qque se mobilizaram para ajudar as famílias atingidas.

Serviço – Em caso de emergência o cidadão deve acionar a Defesa Civil pelo 199.

 

(RS,CC/VM)

Fonte: Depto de Comunicação

Fonte: Prefeitura de São Sebastião

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Logotipo ABRAPEDE

Copyright © 2012 - 2020 - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSICOLOGIA NAS EMERGÊNCIAS E DESASTRES. Todos os direitos Reservados

SBS Quadra 02, Bloco E, número 12, Sala 206 Sobreloja, Parte M8, Asa Sul - Brasília - DF - CEP: 70.070-120 - E-mail: abrapede.executiva@gmail.com