Associação Brasileira de Psicologia nas Emergências e Desastres - ABRAPEDE

Um comentário 14/02/2013 às 15h15 - Atualizado em 14/02/2013 às 15h15

Psicólogas (os) estão sendo capacitados para atuar no Centro de Hospitalidade de Porto Alegre

Compartilhe:
01/02/2013 – 14:04, atualizado em 02/02/2013 – 10:04

Profissionais estão atuando no amparo a familiares de vítimas de Santa Maria

Equipe do Centro de Hospitalidade criado para atender familiares de vítimas de incêndio em Santa MariaFoto: Rui Felten/Divulgação PMPA

Equipe do Centro de Hospitalidade criado para atender familiares de vítimas de incêndio em Santa Maria. Foto: Rui Felten/Divulgação PMPA

Um núcleo de capacitação continuada para profissionais da Psicologia que se voluntariaram para trabalhar no Centro de Hospitalidade, em Porto Alegre, foi criado esta semana. Ontem (31/01), os primeiros 22 voluntários que irão compor o centro passaram por uma oficina de capacitação.

As oficinas são coordenadas por representantes da Associação Brasileira de Psicologia em Emergências e Desastres (Abrapede), do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul (CRP-07), da Cruz Vermelha, do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Trauma e Estresse (NEPTE – PUCRS), da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul e da Secretaria Municipal de Saúde. As atividades também são acompanhadas por um representante do Ministério da Saúde.

De acordo com a diretora da Abrapede, Mariana Paranhos, as oficinas trabalham na linha dos primeiros socorros psicológicos. As psicólogas (os) são orientadas sobre quais são as reações normais das pessoas que sofrem com a perda de entes queridos em situações de desastre.“Temos de desmistificar essa questão do estresse pós-traumático e das patologias. Não tem como verificar patologias nesse momento, uma vez que neste momento muitas das manifestações que estão ocorrendo entre as pessoas afetadas são normais e esperadas”.

Segundo ela, muitas pessoas tendem a se recuperar sem qualquer tipo de intervenção. “Nossos esforços devem se concentrar em aspectos de prevenção. Por isso, a importância de estar preparado com técnicas que promovam essa prevenção” , destacou Mariana.

O CRP-07 está se organizando para proporcionar um atendimento continuado às famílias, por pelo menos mais seis meses, especialmente nas cidades de origem das vítimas. Por isso, o Conselho está cadastrando psicólogos voluntários. O CRP-07 tem um cadastro para atendimento continuado a longo prazo. O cadastro de voluntários pode ser feito pelo site www.crprs.org.br/voluntarios.

Segundo Mariana, o CRP-07 está fazendo o cadastramento, juntamente com a Cruz Vermelha, para centralizar as ações. Os voluntários serão convocados de acordo com a demanda. Mais de 500 psicólogas (os) estão na lista de voluntários.

Centro de Hospitalidade
O Centro de Hospitalidade foi montado para receber familiares de vítimas do incêndio ocorrido na boate Kiss, em Santa Maria, que estão internadas em Porto Alegre. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, o centro conta com psicólogas (os) da secretaria e voluntários para prestar suporte emocional aos familiares das vítimas.

A estrutura de acolhimento está localizada na sede da Fundação São João, na Rua Lima e Silva, 925. Além do amparo psicológico, o centro também oferece auxílio para outras necessidades, como atendimento médico, incluindo transporte. Para obter maiores informações sobre este serviço, o telefone é 3224-2020 / ramal 21.

Atendimento em Santa Maria
Desde domingo (27/01), após o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), cerca de 200 psicólogas (os) vêm trabalhando diuturnamente para acolher familiares, sobreviventes, equipes de Saúde e Segurança Pública atingidos por essa tragédia, que vitimou cerca de 230 pessoas e deixou mais de 140 feridos.

São pelo menos 130 profissionais da área da saúde divididos em sete equipes, atuando no amparo aos familiares desde a ajuda na identificação dos corpos, no enterro das vítimas, até o momento da aceitação da perda.

Microequipes coordenadas por psicólogas (os) e membros das redes de saúde e coordenação estadual de Saúde Mental estão atuando no Hospital de Caridade, no cemitério Santa Rita de Cássia e no ginásio de esportes de Santa Maria. Além disso, o CAPS Caminhos do Sol, na Avenida Borges de Medeiros, 1897, está fornecendo atendimento 24 horas para familiares das vítimas do incêndio.

Fonte: Conselho Federal de Psicologia

01/02/2013 – 14:04, atualizado em 02/02/2013 – 10:04

Comentários

Uma resposta para “Psicólogas (os) estão sendo capacitados para atuar no Centro de Hospitalidade de Porto Alegre”

  1. Sueli disse:

    Estou orgulhosa com o trabalho desenvolvido Pela ABRAPEDE e,pelos colegas de Psicologia que estão disponível para ajudar no desenvolvimento desse trabalho que é muito árduo. Parabéns por essa iniciativa. Ficarei na torcida de que tudo dará certo e que as famílias atingidas por essa tragédia na Kiss sejam ouvidas humanamente, entendidas de acordo com seu contexto e historia e que encontre o caminho novamente vendo que vale a pena viver, mesmo depois do acontecido.
    Obrigada pela informação.
    Sueli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Logotipo ABRAPEDE

Copyright © 2012 - 2020 - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSICOLOGIA NAS EMERGÊNCIAS E DESASTRES. Todos os direitos Reservados

SBS Quadra 02, Bloco E, número 12, Sala 206 Sobreloja, Parte M8, Asa Sul - Brasília - DF - CEP: 70.070-120 - E-mail: abrapede.executiva@gmail.com